MANHÃ CHUVOSA DE UM SÁBADO QUALQUER

Minha total inaptidão
se esgueira nas sarjetas.
Por quê? – pergunto enquanto olho
as pessoas passando
os carros passando
a vida passando.
É ridículo, percebo.
Pergunto a quem, meu Deus?
Por quê, o quê?
Coisa mais sem sentido
perguntar isso assim…
Total inaptidão.
E ela se esgueira nas sarjetas
ou nas beiras das sacadas
de sobrados sombrios e encardidos.
Incapaz, meu rapaz.
As coisas todas assim
como inimigas urrando.
Versos não farão
a vida melhor
– lembre-se.
Podem ajudar a ruminar
a esquecer
a transgredir.
Melhorar, jamais.
Logo eu que sempre dizia
“nunca diga jamais”.
Enquanto isso assisto ao show
de luzes e sirenes
refletindo e ecoando nos prédios vazios
do centro da cidade
(minha cidade que migrou de si,
periferia erma de folias)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s